12 Vinhos para este Natal e Ano Novo: sugestões de apreciadores

Partilhar:
  • 361
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
    361
    Shares

Este ano, foi colocado à comunidade da Vinho e Portugal o desafio de sugerir vinhos para esta época festiva de Natal e Ano Novo.

Abaixo estão destacados 12 dos vinhos mais votados pela comunidade (4 tintos, 3 brancos, 1 rosés, 2 espumantes e 2 fortificados) de um total de 45 vinhos que foram sugeridos.

 

Tintos (4)

 

 Quinta do Crasto. Tinta Roriz

Neste caso, não foi especificado uma colheita específica, embora o último ano a ser comercializado é o de 2014.

91/100 (Wine Spectator), 92/100 (Robert Parker), Grande Ouro (Vinhos de Portugal 2017)

PVP €50-60 em Garrafeiras e Online (exemplo)

O Quinta do Crasto Tinta Roriz é apenas engarrafado nos anos em

que se atinge um alto nível de qualidade e é um vinho produzido com 100% de uvas da casta Tinta Roriz.

Cor viva e concentrada. Aroma intenso a fruta madura, com notas de boa madeira. Grande presença na boca, macio e redondo, tudo muito bem equilibrado. Final longo e prolongado.

 

 

Mouchão

A colheita sugerida foi 2013, que está actualmente em comercialização.

94/100 (Robert Parker), 18/20 (Revista de Vinhos)

PVP €40 em Garrafeiras, Grandes Superfícies (Continente, Jumbo) e Online (exemplo)

É o vinho de referência da herdade, desde que se engarrafou a primeira colheita em 1949, e que reflecte o temperamento singular da adega.

O vinho Mouchão nasce sobretudo das melhores uvas Alicante Bouschet, enquanto que o restante lote é encontrado na selecção de outras castas tais como a habitué Trincadeira, da famosa Vinha dos Carapetos, e da Aragonês que, por vezes, também é convidada. Esta feliz combinação resulta num vinho cheio de personalidade, com aroma perfumado, fresco e muito elegante.

 

Alves de Sousa. Abandonado

A colheita sugerida foi 2009, embora o ano a ser comercializado é o 2013.

93/100 (Robert Parker), 18.5/20 (Rev

ista de Vinhos)

PVP €77 em Garrafeiras e Online (exemplo)

Uma vinha a passar os 80 anos de idade, com várias falhas derivadas de um parcial abandono durante alguns anos.

Grande complexidade e frescura aromática, com invulgares notas balsâmicas e de alcatrão, alcaçuz e frutos pretos, típicas da vinha do Abandonado. Boca plena de harmonia, com intensidade mas também delicadeza, mineralidade e uma extraordinária pureza da fruta.

 

 

Quinta Vale D. Maria

A colheita sugerida foi 2015, colheita actualmente em comercialização.

95+/100 (Robert Parker)

PVP €40 em Garrafeiras e Online (exemplo)

A Quinta do Vale Dona Maria é uma propriedade situada junto à foz do Rio Torto. A sua história remonta a 1868. Quando a família Van Zeller, pegou nesta quinta, encontrou-a quase em absoluto abandono, com cerca de 10ha de vinha velha.

Um Tinto elegante e fresco, de grande profundidade de cor violeta, vermelho escuro e púrpura, com enorme concentração de aroma de frutos vermelhos maduros, cereja negra e ameixa, e um suave toque frutado.

 

 

Brancos (3)

 

 Casa da Passarella. Villa Oliveira Encruzado

A colheita sugerida foi 2014, colheita actualmente em comercialização em transição para o 2015.

91/100 (Robert Parker), 95/100 (Decanter), 17/20 (Revista de Vinhos)

PVP €45 em Garrafeiras e Online (exemplo)

Numa edição rigorosamente limitada a 2000 garrafas, nascidas de uvas da casta Encruzado de uma vinha com 40 anos, decidimos revisitar a tradicional forma de vinificar brancos na Casa da Passarella, o que nos levou à descoberta de que, no passado, os brancos eram fermentados em curtimenta – tal como os tintos.

Amarelo limão. Nariz de flor branca, de limão, uma nota de barrica e um fundo de pedra molhada. É ela, a barrica, que está mais presente na boca, havendo ainda espaço para um leve vegetal e uma sensação ganítica. Volumoso. Para a mesa. (JJS, Revista de Vinhos)

 

 

Anselmo Mendes. Tempo

A colheita sugerida foi 2015, colheita actualmente em comercialização.

18/20 (Revista Grandes Escolhas)

PVP €68 em Garrafeiras e Online (exemplo)

Feito com curtimenta total, de cachos inteiros e cachos esmagados, é um vinho muito original, com aroma intenso e rico, que sugere marmelo, laranja seca, cascas de citrinos.

Bastante encorpado, austero, com algum tanino a dar muita garra, vigoroso sem deixar de ser elegante, enorme complexidade e carácter, fino, muito, muito longo. Qualidade e carácter de mãos dadas. (LRL, Revista Grandes Escolhas)

 

 

Mira do Ó. Druida Encruzado Reserva

A colheita sugerida foi 2017, colheita actualmente em comercialização.

94/100 (Decanter), 18.5/20 (Revista de Vinhos), 17.5/20 (Revista Grandes Escolhas)

PVP €19 em Garrafeiras e Online (exemplo)

Druida é um vinho branco feito quase artesanalmente, com uma seleção especial de uvas de vinhas velhas da casta Encruzado. Estas vinhas, localizadas a uma altitude de 500 metros, com vista privilegiada para a Serra da Estrela, são verdadeiras fontes de frescura e longevidade.

Nariz elegante e complexo, com notas minerais de pedra, um pouco de pó, pimenta branca, frutas cítricas, damasco, jasmim e tomilho. Na boca vai ampla, encorpado, mas fresco, com acidez para transportar os aromas em um final longo. (Revista de Vinho)

 

 

Rosé (1)

 

 Quinta do Cardo. Caladoc

A colheita sugerida foi 2015, colheita actualmente em comercialização em transição para o 2016.

88/100 (Robert Parker)

PVP €17 em Garrafeiras e Online (exemplo)

Monovarietal da Quinta do Cardo da Beira Interior, feito com a casta Caladoc.

De cor salmão, este vinho apresenta-se muito elegante e mineral, onde sobressaem as notas de groselha, rosas secas e eucalipto. Em prova revela grande textura e complexidade. Companhia perfeita de peixes gordos, mariscos, presunto ibérico e queijos de pasta dura.

 

 

Espumantes (2)

 

  Murganheira. Assemblage Bruto

A colheita sugerida foi 2002, colheita actualmente em comercialização.

95/100 (Prova Wine & Stuff)

PVP €22 em Garrafeiras e Online (exemplo)

Apenas produzido quando é identificada uma colheita de excepção. Perante este vinho de rara qualidade, reservaram um pequeno lote de garrafas que após nove meses em madeira de carvalho, recolheram a um profundo sono de mais de 10 anos no silêncio das caves.

Aí evoluíram lentamente, de forma magnifica, aparecendo agora no esplendor das suas capacidades.

 

 

 

Quinta dos Abibes. Arinto & Baga Reserva Extra Bruto

A colheita sugerida foi 2014, colheita actualmente em comercialização.

N/D

PVP €10 em Garrafeiras e Online (exemplo)

Cor alambreada atenuada, com aroma complexo, apresenta notas de geleia de frutos vermelhos, biscoito, cereal tostado e subtis notas de tostados. Tem um sabor fresco e crocante, tem distinto volume de boca, musse cativante e final persistente.

 

 

 

 

Fortificados (2)

 

 José Maria da Fonseca. Alambre 20 Anos Moscatel

Recipiente de 50cl

94/100 (Wine Enthusiast), 17.5/20 (Jancis Robinson), 18.5/20 (Revista de Vinhos)

PVP €27 em Garrafeiras e Online (exemplo)

Este vinho é um lote de 19 colheitas em que a colheita mais nova tem pelo menos 20 anos e a mais antiga perto de 80 anos, resultando num vinho complexo, aromático, elegante com um longo final de prova.

Da produção anual de Moscatel de Setúbal, uma parte é destinada ao envelhecimento mais prolongado em cascos de madeira usada, que podem ser visitados na Adega dos Teares Velhos, na Casa Museu, em Vila Nogueira de Azeitão.

 

 

 

Graham’s. Porto Tawny 20 Anos

93/100 (Wine Spectator), 16.5/20 (Jancis Robinson), 18/20 (Revista de Vinhos), 95/100 (Prova Wine & Stuff)

PVP €35 em Garrafeiras e Online (exemplo)

Tempo – habilidades, artesanato e dedicação são transmitidos de geração em geração na Graham’s na forma de três artes originais – a arte da mistura, a arte da tanoaria e da arte de envelhecimento – para produzir uma extraordinária selecção de Portos Tawny.

O equilíbrio perfeito: no Graham’s 20 Anos, o “Master Blender” procura a perfeição, capturando o equilíbrio perfeito entre os Vinhos do Porto jovens e os mais velhos. Um Vinho do Porto aperfeiçoado por mais de vinte anos, para deliciar aqueles que procuram a excelência.

 

 

Se é apreciador de vinhos e experiências vínicas, junte-se à nossa comunidade e goste da nossa página no facebook.

Um feliz Natal e Boas Entradas!

 

Subscreva o semanário aqui


Partilhar:
  • 361
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
    361
    Shares

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*

code